Veja quem disputa o 2º turno neste domingo em todo o país

Eleições 2014
2º turno

Neste domingo, os eleitores brasileiros vão às urnas para decidir quem assumirá a Presidência da República em 1º de janeiro de 2015.

Em 13 Estados mais o Distrito Federal, os cidadãos também escolherão a chefia de governo para os próximos quatro anos.

Veja quais são os pleitos deste domingo:

Presidência

Sul
Rio Grande do Sul

Sudeste
Rio de Janeiro

Centro-Oeste
Distrito Federal
Goiás
Mato Grosso do Sul

Nordeste
Ceará
Paraíba
Rio Grande do Norte

Norte
Acre
Amapá
Amazonas
Pará
Rondônia
Roraima

Comente as eleições de 2014 no @leisemprojeto

 

Saiba quem disputa o 2º turno para o governo do Acre

Eleições 2014
Acre

Tião Viana e Márcio Bittar são os candidatos que concorrem ao cargo de governador estadual na eleição do dia 26 de outubro. No primeiro turno, Tião teve 193.253 votos e Bittar, 116.948.

2º turno*:

Tião Viana (PT – 13)
Márcio Bittar (PSDB – 45)

*nomes em ordem alfabética

Comente as eleições de 2014 no @leisemprojeto.

Conheça os candidatos do AC para Senado, governo estadual e Legislativo

Eleições 2014
Pleito no Acre

Candidatos ao governo do Acre*

– Antônio Rocha (PSOL – 50)
– Márcio Bittar (PSDB – 45)
– Sebastião Viana (PT – 13)
– Sebastião Bocalom (DEM – 25)

Candidatos ao Senado pelo Acre**

– Fortunato Martins (PSOL – 500)
– Gladson Cameli (PP – 111)
– Perpétua Almeida (PCdoB – 654)
– Roberto Duarte (PMN – 333)

Clique e acesse a lista com os 65 candidatos a deputado federal (para 8 vagas) e os 531 a deputado estadual (24 vagas).

Dê sua opinião sobre as eleições de 2014 no @leisemprojeto

*por ordem alfabética
**em 2014, apenas um será eleito

DO EXECUTIVO: Tião Viana quer R$ 144 mi em agência de negócios do AC

Assembleia Legislativa do Acre
Projeto de lei 13/2013

O governador acreano, Tião Viana (PT), enviou à Assembleia estadual um projeto de lei pedindo autorização para aumentar o capital social na Agência de Negócios do Acre (ANAC).

Ele quer elevar o limite de investimento do governo estadual na agência para R$ 144 milhões. Atualmente, o valor máximo possível para a ANAC é de R$ 44 milhões.

Na justificativa – misturada com a proposta em todo o texto -, o governador aponta que a medida “visa dar oportunidade de consolidação de atividades já apoiadas pela agência e a realização de novos projetos”.

https://i0.wp.com/2.bp.blogspot.com/-Mlh0Y5vJzAU/TV8ZszPtOXI/AAAAAAAAEEg/4WkpBv5XWkY/s1600/TIO_VI%257E1.JPG

Governador Tião Viana (PT-AC) – Foto: http://2.bp.blogspot.com

A ANAC é uma sociedade anônima de capital fechado, controlada pelo governo estadual, seu sócio majoritário.

Segundo Viana, ela atua com o desenvolvimento e apoio de serviços, comércio e indústrias que ajudam na promoção e desenvolvimento do Acre.

Estariam em estudo pela agência, no momento, 12 oportunidades de investimentos em áreas como ovinocultura, novas indústrias de produção florestal e reflorestamento.

“Todos os empreendimentos apoiados pela ANAC são de forte impacto econômico, social e com precauções ambientais”, argumenta.

“A geração de emprego e a capacidade de inclusão social por meio de inserção de cooperativas de produção nas cadeias produtivas apoiadas fazem parte das diretrizes perseguidas pela agência”.

A íntegra do projeto de lei 13/2012 – apresentado em 21 de março – está disponível no site da Assembleia Legislativa do Acre.

COMEMORAÇÃO POR LEI: 21/10, Dia da Valorização da Família no AC

Assembleia Legislativa do Acre
Projeto de lei 2/2013

“A valorização da família como célula máter da sociedade é, sem dúvida, a forma mais eficaz de redução das mazelas que permeiam e afetam nossa população”, acredita o deputado estadual Jamyl Asfury (PEN-AC).

Por isso, ele propõe que todo 21 de outubro seja comemorado como o “Dia da Valorização da Família no estado do Acre”.

“É também uma data para despertar e alertar a todos para os problemas que afligem a família brasileira, como violência doméstica, trabalho infantil, consumo de drogas, desemprego, falta de condições dignas de moradias, dificuldade de acesso aos serviços de saúde e educação com qualidade, entre outros”, justifica.

A íntegra do projeto de lei 2/2013 – apresentado em 21 de fevereiro – está disponível no site da Assembleia Legislativa do Acre.

Assembleia do Acre: em 1 mês, 60 projetos eram sobre título de cidadão

Assembleia Legislativa do Acre
Projetos de lei 145/2012 a 211/2012 (menos 148/2012, e 204 a 209/2012)

Desde o dia 21 de novembro, os deputados do Acre apresentam projetos com um único propósito: conceder título de cidadão acreano.

Foram elaboradas 60 propostas com o tema até o dia 12 de dezembro, data do último texto apresentado na Assembleia.

Conheça os 60 homenageados:

Antônio Luís Dal Prá
Roger Correa de Oliveira
Benedito Pinheiro Cunha
Paulo Assis Marques Flores
Eder Paulo dos Santos
Irineo Maffi
Marilene de Oliveira Machado
Márcio Cavalcante Nunes
Mauri Wilmsen
Nilton Ghiotti
Paulo Henrique Ferreira Britto
Williams João Silva
Arlesson Andrião Caneppa
Vanderley Baratella
Ricardo Augusto de Mello Araújo
Adiei Teixeira
Vanessa de Macedo Muniz
Maria Lurdes Hollmann
Adolar Rosella
George Umeoka
Edina Drumond Leite
Roberto Barros dos Santos
Nara Rosana Andrade Santos
Antônio Eugênio Chemin
José Juraci Jucá
Dinalva Andrade Dourado
Edivaldo Ricarte de Souza
Carlo Filipe Evangelista Raimundo
Antônio Sérgio de Carvalho Souza
Antônia de Matos Corrêa
Francisco Alves e Magalhães
Pedro Luiz Pedrazza
Ricardo Gralha Massia
Celso de Vila Feltrini
Celso Gregório de Lima Junior
Celso Gregório de Lima
Marisete Valente
Maria Aparecida Assunção Castro
Cirley Maria de Oliveira Lobato
Luiz Helosman de Figueiredo
Rogéria José Epaminondas Tomé da Silva
Wagna da Silva Jeronimo
Archibaldo Antunes
Dayse Maria Cardozo da Costa
Joaquim Dantas Medeiros
Antonio Aurimar Gomes de França
Francisco Ducival Pinheiro
José Feliz de Jesus Miranda
Ércio Ferreira Nunes
Antonio Carlos Miranda
Flávio Ferreira Pires
Gicélia Viana da Silva Médici Aguiar
Astor Cândido Bastos
Danilo Mota Alencar
Ismael Tavares de Araújo
Antelmo Pinho Costa
José Ari de Araújo
Rita Maria Costa Uno
José Tavares do Couto Neto

Edifícios públicos do Acre poderão ser obrigados a ter telhado branco

Assembleia Legislativa do Acre
Projeto de lei 129/2012

As edificações construídas pelo governo acreano poderão ser obrigadas a ter “sistema de cobertura de telhado branco”.

A proposta é do deputado estadual Helder Paiva (PEN-AC).

“A utilização de telhados brancos está diretamente relacionada à economia de energia e à queda da temperatura ambiente em edificações e imóveis, o que representa a racionalização do uso de energia em equipamentos como ar-condicionado e ventiladores”, justifica o deputado.

“Isso ocorre por um motivo simples: a luz branca é a que mais reflete a luz solar”.

A medida não valerá nos casos em que razões de ordem técnica, administrativa ou financeira recomendem o uso de outro sistema.

“No Brasil, um país de dimensões continentais, e, em especial, o estado do Acre, que possui clima predominantemente tropical, a adoção desse tipo de cobertura mostra-se extremamente aconselhável para a economia de energia elétrica e, portanto, para a redução nas emissões de gases de efeito estufa”.

A íntegra do projeto de lei 129/2012 – apresentado em 12 de setembro – está disponível no site da Assembleia Legislativa do Acre.